Comida, Sustentabilidade, Divagações

Peixe: do rabo à cabeça, usando e abusando dele inteiro.

Tem muita coisa que a gente acaba usando só pela metade. Ok, dá um trampo do cacique compra um peixe, limpar, usar as víceras, usar as espinhas, etc, etc. Mas se a gente fizer isso pelo menos de vez em quando, já vamos dar uma ajudinha extra não só à economia, como ao meio ambiente. A quantidade de comida que se joga fora no mundo é ridícula. E todos nós temos culpa nisso.

Pensando nisso, resolvi fazer algumas experiências de utilizar produtos inteiros. O peixe é conhecido por poder ser facilmente utilizado para esses fins. Fiz o teste em casa.

Fiz um peixe assado inteiro para os amigos, num domingo. 

– O peixe serviu de almoço
– As espinhas, escamas, aparas, serviram para depois fazer um caldo de peixe.
– As espinhas, aparas, etc.. depois foram trituradas e colocadas para compostar.
– As víceras foram cozidas e processadas, e viraram comida para meus gatos. 
– O resto do peixe que sobrou do almoço virou uma conserva delícia pra comer nos dias seguintes. 
Esse foi o peixe, inteiro. Robalo flexa que limpei, descamei, e assei em folha de taioba. As víceras foram para os gatos, as aparas e a cabeça foram para o caldo. O que sobrou o peixe, foi para uma conservinha. 
Caldo de peixe.
Conserva de peixe com os restos do peixão de Domingo. 
É mais fácil do que parece aproveitar melhor os produtos. É só começar. 
4/3/2016
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation