Divagações, Receitas & Ingredientes

Semente de mamão e pimenta preta.

31297934_1673130916057116_3141087751693139968_o

Nossa, que pimenta preta gostosa! É fresca? Trouxe da Índia? Não, gente, é semente de mamão mesmo… hahaha….

Embora muita gente use e a maioria não tenha idéia, a semente de mamão seca é um tempero delicioso. É picante, tem uma coisa meio vegetal e lembra bem no fundo um quê de mamão. Óbvio, afinal é mamão. Aqui em casa a gente tem um monte de mamão, principalmente nesse época. É um tal de mamão verde usado como legume, mamão maduro usado como fruta, casca de mamão pra doce, casca de mamão pros bichos, máscara hidratante de mamão pro cabelo e pro rosto.

E as sementes? Bom, como a idéia é sempre usar tudo o que podemos, as sementes a gente seca no sol e depois usa de tempero. Eu misturo no pimenteiro com pimenta preta normal. Fica fantástico e ninguém descobre o tal do segredo da pimenta de casa. Fora que, como tudo no reino vegetal, as sementes de mamão tem várias coisas boas pra agregar ao nosso corpitcho. Dizem que a tal da papaína é uma enzima que faz parte daquelas substâncias meio milagrosas do mundo dos alimentos – coisa que não existe, né, gente, tudo na natureza tem sua função e praticamente tudo no reino vegetal faz bem de alguma maneira pra gente, é só procurar algum benefício que a gente acha.

Fato é que as sementes de mamão tem poder desintoxicante, ajuda em complicações do fígado ( pra gente que curte um copo, dá-lhe semente de mamão ), em quadros virais e bacterianos, é antioxidante, combate parasitas, além de ajudar na digestão e ser relativamente bastante proteica. Não, você não vai resolver seus problemas comendo semente de mamão todo dia. Não vai ficar com a barriga trincada ou vai matar três rodadas na churrascaria e achar que cinco sementes de mamão vão ajudar você a digerir aquele boi inteiro. Quando falamos em manutenção de saúde com alimentos, a gente parte do pressuposto de uma alimentação equilibrada, baseada em alimentos vegetais, sem alimentos industrializados, com moderação, respeitando os ciclos do seu corpo e a sazonalidade.

Não existe essa de “cura” por algum super alimento. Existe sim o equilíbrio de uma dieta saudável e a manutenção dela, que pode ou não ser potencializada por alimentos específicos. A gente tem a cabeça de que tudo é doença ou é remédio, mas essa mania de “consertar” o que está “ruim” só vem se você já tem um organismo em desequilíbrio. Ou seja, temos que pensar em nos manter em estado saudável constante, e não em nos “curar” de algo. Um estado de saúde constante passa pela boca, passa pela cabeça, passa por relações sociais, passa por um monte de coisa.

E todas elas geralmente passam pela cozinha. Então da próxima vez que comer um mamão, guarde as sementes, seque, faça disso uma novidade na sua rotina, e quem sabe até puxe assunto com seu vizinho de escritório. Quem sabe vocês acabam virando amigos e num domingão ensolarado não estejam cozinhando juntos, falando sobre a semente de mamão. Isso com certeza é mais saúde que tomar suas cápsulas diárias e se matar na academia olhando pro espelho. Com ou sem papaína.

25/4/2018
Comente Compartilhe
×
Contato

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

11. 3846 03 84

Não aceitamos cartões de crédito e cheque - Recomendamos reservas antecipadas - Mesas acima de 6 pessoas somente com reserva prévia de menu