Vinhos

Vinho de framboesa. Talvez geléia viva.

 

Era geléia, talvez vire vinho – tecnicamente, hidromel. Quer dizer, ‘tecnicamente’ também não, pois pela nossa legislação hidromel é bebida alcoólica feita só a partir de mel e água, daí se põe uma fruta junto oficialmente já não tem mais nome.

Mas fermentar mel e fruta muita gente já fez durante muito tempo. Mel e ervas também. Mel e cascas, mel e raízes, por aí vai. Muita coisa se fez nesse universo alcoólico antes da gente colocar tudo em caixinhas, padrões e normas.

Esse cidadão aqui da foto nasceu pra ser geléia, mas as frutas estavam com muita água e passou do ponto, então resolvemos fechar o pote ( pra que as leveduras possam produzir álcool ) e esperar a mágica acontecer: todo o açúcar da fruta e do mel vai comido pelas mesmas leveduras e o que era pra ser geléia vai virar birita.

Pera. Geléia só misturando fruta e mel? É. Os meninos da @ciadosfermentados chamam de geléia viva e achei esse nome lindo. Comecei a usar.

Tem várias preparações por aí que usam esse método, como os orientais kosos. Você cobre as frutas que quiser com mel ou com açúcar, e isso com o tempo vira uma geléia viva e deliciosa, crua e cheia de micro-organismos bem humorados. Vários deles quando são feitos com ervas medicinais, também viram medicinas super potentes.

Tá. Mas como assim era pra ser geléia mas virou bebida?

Ó.

Dependendo da porcentagem de açúcar do negócio a levedura faz álcool ou não.

Muito açúcar assusta as leveduras e a fermentação alcoólica acaba sendo inibida – deve ser como você estar com fome e te darem uma mesa inteira pra comer de uma vez, daí você fica meio surtado na dúvida por onde começar e acaba não comendo nada. Com elas é igual, então as fermentações alcoólicas acontecem numa faixa “x” de concentração de açúcar. Por isso que mel geralmente não fermenta, mas se ele é mais ralinho, como os de meliponas, pode acabar fermentando. Ou então se você acrescenta água.

Pra esses kosos e geléias e caldas vivas, então, a porcentagem de açúcar pras leveduras não sairem fermentando e transformando tudo em álcool tem que ser grande , maior do que a proporção caso você queira transformar em birita.

Daqui uns meses a gente vê o que isso aqui virou.

30/6/2021
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation