Comida

Cabra & O Leite de Cabra…

Pois é.
Agora eu tenho uma cabra em casa.

 

Tudo começou com a idéia de ter leite fresco todo dia, pois sou leitívora assumida. A idéia tomou proporções napoleônicas quando comecei a imaginar substituir todo meu leite que uso na Enoteca – que hoje em dia é orgânico, de vaca – por leite fresco… de cabra.

 

Como quem procura acha, ano passado, eu já com a idéia na cabeça, a família me achando louca, o marido me achando louca, todo mundo me achando louca, fomos visitar o Capril do Bosque. E me apaixonei por um bodinho filhote. Ele pulou da baia para ficar do nosso lado, e desde então foi paixão à primeira vista. Saí de lá e no dia seguinte comecei a construir uma casinha para um casal de cabras em casa.

 

(A cabrinha Maruska)

 

Veio o bodinho, o Manouche, e uma cabrinha, já dando leite, a Maruska. Todo dia ela dá cerca de um litro de leite, e em menos de uma semana já conseguimos substituir o leite que fazíamos coalhada pelo leite de cabra. Agora nossas coalhadas servidas são com o leite da Maruska. Vamos ver se consigo substituir também o iogurte, o doce de leite e o leite condensado. Uma coisa de cada vez.

 

(O bode Manouche)

 

Pesquisando sobre o leite de cabra, achei muita coisa interessante. Lá vai:

 

Algumas curiosidades sobre leite de cabra: além de ser bem mais simples ter uma cabra do que uma vaca em casa, ele tem muito mais digestibilidade e é melhor absorvido por ser um leite mais equilibrado e mais complexo, deixando menos resíduos no cólon – que podem fermentar e causar os sintomas desconfortáveis da intolerância a lactose.

 

Por isso que muita gente que tem intolerância à lactose acaba consumindo leite de cabra – às vezes sem sentir nenhum desconforto, embora o leite tenha lactose. Outra alergia rara ao leite de vaca, que é a alergia à Alfa S1 caseína, uma proteína, acaba se beneficiando das cabritas: on-line de cabra, assim como o leite humano, não tem essa proteína.

 

Os glóbulos de gordura do leite de cabra são também menores do que do leite de vaca, o que o deixa mais homogêneo: como tem alta taxa de ácido linoleico e araquidônico ( ácidos graxos essenciais ), e também alto índice de ácidos graxos de cadeia curta e média, sua absorção pelo corpitcho é mais rápida, o que confere a melhor digestibilidade. Fonte excelente de cálcio, o leite pode ajudar na prevenção de osteoporose, hipertensão arterial e outros problemas ósseos. O leite de cabra tem cerca de 10 a 25% a mais de cálcio que o leite de vaca, além de 25% a mais de vitamina B6, 50% a mais de vitamina A, 140% a mais de potássio, 30% a mais de selênio e 350% a mais de niacina.

 

 

Ufa! Melhor ainda? O leite de cabra em geral não vem carregado de BGH, o hormônio de crescimento bovino administrado nas produções convencionais de leite. Nada contra as vaquinhas – pelo contrário. Mas se for beber leite, que seja orgânico e de animais criados sem hormônios. Pois os leites vendidos industrialmente na sua enorme maioria não tem nada a ver com um leite de verdade, principalmente se estivermos falando dos leites frescos.

 

Não precisa consumir leite em excesso e não precisa nem consumir ( lembrando que vivemos numa época de super consumo de alimentos de origem animal, que causa diversos problemas ambientais e também de saúde ). Mas se for beber, como qualquer outro alimento, melhor escolher um leite de verdade, e não um produto alimentício cheio de hormônios e aditivos.

20/1/2016
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation