Divagações

Entre comunistas e aristocratas: mais naturebas de Sávio Soares

Boas noticias! Vamos fazer uma degustação de alguns vinhos
do Sávio la na Enoteca, acredito que dia 14. Desde a ultima postagem pude
experimentar vários outros vinhos, e fiquei impressionada como gostei de
todos…rsss…. ultimamente estou facinho, facinho, em se tratando de
naturebas…rsss
 
Fomos almoçar no Rascal para experimentar mais alguns,
semana passada. E depois levei alguns rótulos felizardos para tomar um banho de
sol na praia, no final de semana, e pude conhecer um pouquinho mais ainda de
alguns deles.
Comecemos com a ala nobre: a Champa.
 
Podem falar o que quiser. Como eu sempre digo, Champa é Champa.
Não tem nada a ver com o preço e nem com as grandes marcas – que alias,
abomino. Mas eu adoro o gosto. O cheiro. As borbulhas. E a historia, claro. O
que seria de Madame de Pompadour, Napoleão e toda a Belle Epoque se não fosse a
Champa? Se reduziriam a simples parágrafos nos livros de historia ( reparem o
exagero… rssss )….
De qualquer maneira, quer me fazer feliz, estenda uma taca
de uma boa Champa. Serei sua amiga fiel.
 
Alias, tenho que fazer um adendo: que raios é essa moda de “periguete”
( alias, que termo é esse, hein minha gente? Nem sei se escreve com “e” com com
“i” ) eleger como bebida símbolo a Champa?? Esse povo não sabe nem que existe
um mundo alem das laranjinhas Veuve Clicquot! Ooooo, pobreza.
Revoltas a parte, vamos voltar ao vinho.

 
Christian Etiene Brut. Produtor pequeno – claro – e que faz
um produto delicioso. Convertendo os vinhedos para orgânicos, mas ainda não é certificado.
Alias, certificado, hoje em dia, é igual diploma de sommelier no Brasil. A
chance de não dizer coisa alguma é enorme. 
 Depois da
gloriosa Champa, fomos para um dos vinhos 
de aroma mais impar que já provei. O Vouvray Arpent. Vocês que se
assustam quando eu digo que alguns vinhos cheiram a cavalo suado, tremei: ele
vinho tem cheiro de queijo de cabra com ervas. Juro. Você coloca o nariz na
taca…. e ele é um queijo de cabra! E Cremoso! Rsss
Depois da Cabrinha, um Saint Veran, 100% Chardonnay. Nariz
muito interessante, também….tinha um que de grãos de mostarda, um picles de
pepino, um condimento…. difícil ate de explicar. Deve ficar ótimo com Steak
Tartar…. rs
Outra grata surpresa foi o Chinon. Bom, eu já gosto de
Chinon assim de graça. Sou fa de Cabernet Franc. 
 
Esse aqui, em especial, estava
com uma complexidade e profundidade na boca fantásticas. Dava pra ficar na
garrafa ainda uns bons aninhos, pois os taninos estavam com hormônios de um
rapazinho de 19 anos. Vinhao serio, para uma carne de caça. 
O momento risada do dia foi na sobremesa. Alguém sabe o que
é Scheurebe? Pronuncia-se “xô- é- re- ba”. Pois é, eu também não sabia.  E vou deixar alguns curiosos, pois vou
entrar em detalhes apenas quando o vinho chegar… hehehe….



3/8/2012
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation