Comida, Divagações

Mioga: gengibre japonês

Mioga. Gengibre japonês. Um amigo meu me deu, ele ficou mais de ano ali, misturado com os gengibres e cúrcumas da horta – e nessa semana, no início da quarentena, eles resolveram florescer.

Não é época. Não estamos nem perto da época de florescerem os miogas. Mas eles floresceram.

Entendi como um pequeno presente da natureza nesse momento, nos lembrando da relatividade e da brevidade do nosso tempo, da inconstância e do eterno imprevisível que é a vida. Algumas flores comemos ontem como tempurá, outras conservei em vinagre. Diferente do gengibre, aqui o que se come é a flor, e não a raiz. Ela tem gosto de gengibre, de flor, de cebola, parece até um pouco lírio do brejo – que também é asiático – muito delicado e suculento.

Nunca tinha comido e nem preparado um mioga na vida : ontem colhemos, lavamos uma por uma, cortamos uma por uma, comemos e conservamos, e tentei entender um pouco mais esse ingrediente completamente estranho para mim. Me mandaram receitas de conserva em miso, de salada crua, de um montão de coisas com mioga. Próxima colheita eu faço – seja na época ou fora de época.

#quarentenacriadasolta 

27/3/2020
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation