Comida

Mandiocas

14409409_1123254981044715_1969935370721181394_o

 

Mais brazuca que a bandeira do Brasil, a mandioca ( ou manihot esculenta para os íntimos ) já era velha conhecida da galera quando chegaram por aqui os navegantes. Muitos índios das Américas sulistas cultivavam essa raiz e ela continua sendo vedete na nossa cozinha até hoje. Seus derivados dão um outro post – imenso, pois nesses séculos aprendemos a fazer meio que de um tudo com mandioca. Papas, mingaus, farinhas, tapiocas, tucupis, polvilhos, bolos, blá, blá, blá. Se plantam em vários países pois ela é uma fonte importantíssima de energia e nutrientes – usada inclusive para combater desnutrição e fome.

As mandiocas foram as primeiras que plantamos aqui em casa. Depois de um ano, colhemos as primeiras – que ainda estão pequenininhas, ou seja, vai bem mais de um ano e meio pra colher.

Um ano?! Pois é. Um ano cuidando do pé de mandioca antes que ela vá pro seu prato. Pense nisso antes de comer sua tapioquinha matinal ou sua mandioca salteadinha na manteiga.

Demora que nem o cão, mas vale cada mês de espera. Além da riqueza gastronômica e nutricional, ela é extremamente adaptada à nossa terrinha: ou seja, você só bota a estaquinha lá na terra e ela nasce que é uma beleza, sem necessidade de nenhum veneninho.

19/10/2016
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation