Divagações

Sair ou não sair para comer, eis a questão.

Chega fim de semana, data comemorativa… e vem aquela pergunta: onde vamos comer? Pois é, pergunta difícil. Está cada vez mais difícil “sair” para comer. E não digo isso pois tenho um restaurante – mas a gente vai ficando tão chato em relação à procurar sentido, ingrediente e alma nas coisas… que poucos lugares acabam te acrescentando algo. Pouca coisa surpreende. Isso sem falar da origem dos insumos, que se você for realmente exigente com o quesito orgânico e não industrial ( tipo eu ), acaba sem opção quase nenhuma. Pois de gente falando e postando tem um monte. Fazendo, poucos. 

Melhor opção? Fazer em casa. Pra mim, hoje em dia minha casa é o melhor restaurante que eu conheço – melhor até mesmo que meu próprio restaurante. 

Tirando isso e uma meia dúzia de lugares que ainda frequento, está bem difícil de encontrar coisas realmente autênticas, boa cozinha sem afetação de restaurante de Sampa, sem gente querendo aparecer em fotinha, sem imitação de restaurante estrelado, sem falar que faz mas não faz.

Os melhores lugares que fui ultimamente foram fora do circuito comercial, fora da cidade ou então restaurantes com inspiração ou realmente étnicos – que ainda são um sopro de ar puro no meio de infinidades napoleônicas de restaurantes sem alma, padronizados e que seguem a receita do mais do mesmo para agradar a todos.

Talvez os restaurantes de cozinha étnica, familiares ou tradicionais sejam ainda o mais próximo de uma cozinha realmente autêntica pois boa parte toca um foda-se para o que está acontecendo no mundinho da gastronomia. Mas mesmo assim ainda tem a questão do ingrediente: os insumos são organicos? A carne é de pasto? A fermentação é longa? Ahhh!! 

Daí você vai no restaurante pretensamente orgânico e o cara serve refrigerante zero. Você vai num restaurante de cozinha conceitual e a comida não é gostosa. Você pede um menu degustação de 130 pratos e aquilo mais te parece um circo do que uma refeição.

E no fim, numa cidade que nem Sampa, às vezes você fica sem opção para comer. O que deve significar alguma coisa… que eu estou realmente chata e ranzinza. Ou que esse mundo precisa mesmo de algumas mudanças e menos preguiça.

13/9/2016
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation