Divagações, Vinhos

Feira de Vinhos Naturebas & as feiras mundão afora….

Em 2013 resolvemos dar uma acelerada na idéia de fazer…… sim, outra idéia que parecia de jerico, mas deu certo……………… uma feira de vinhos naturais, orgânicos e biodinâmicos aqui no Brasil. Fazia já dois anos que tínhamos cortado totalmente os vinhos “meio”orgânicos ou sustentáveis que não nos convencia muito: depois de um ataque de fúria, pegamos a carta e cortamos, vinho por vinho, tudo aquilo que “não beberíamos em casa”. Essa foi a linha de corte, e que seguimos até hoje. 

Foi depois de voltar de uma das feiras de vinhos naturais lá nas Oropa, que deu aquela frutraçãozinha de estarmos ainda num país com nenhuma iniciativa do gênero. 

A Naturebas nasceu assim, depois uma viagem, de uma hora pra outra, no improviso, de uma conversa numa segunda ou terça de noite regada à vinho com um amigo sommelier lá na Enoteca,  e posterior super incentivo do sogro para se fazer o quanto antes, mesmo que improvisada. Aliás, se esse amigo quiser cobrar os direitos da idéia, vou ter que pagar em vinho! rs …. pois ele teve participação fundamental para a idéia se formar. Papos de bêbado sempre geram bons frutos….haha

Naquela época as pessoas já estavam falando mais sobre o assunto, longe do mar solitário que era quando comecei a trabalhar com isso na Enoteca, nos longínquos 2006, 2007. Tanto que muita gente acha que mudamos a linha dos vinhos de uma hora para a outra – mal sabem que a idéia era já começar a inauguração da Enoteca só com vinho natural e biodinâmico ( mas os meus quatro containers de vinho nunca chegaram, então, depois do prejú napoleônico, tive que me virar com o que tinha no mercado nacional, que era ….. para se dizer assim, escasso. Mas essa é outra história.)

Além de tudo eu pessoalmente sentia muita falta, além de eventos SOBRE vinhos desse tipo, de eventos com mais CARA de vinho desse tipo.

Quem já foi para alguma feira de vinhos orgânicos, bio ou natural lá fora sabe do que eu estou falando. O ambiente das feiras e das degustações de vinho natural não tem nada-a-ver com o que conhecemos como feira de vinhos ou degustação aqui no Brasil. Aquela formalidade boba e falso “gramour” da profissão. A idéia é a mesma dos vinhos: tirar o excesso, a formalidade, deixar a coisa simples, gostosa e pra beber todo dia. 

A Feira de Vinhos Naturebas foi pensada assim: fazer do nosso jeito, chamando nossos amigos produtores e importadores que trabalhem com isso, dentro do nosso restaurante mesmo. E não é que a doidera deu super certo?

A primeira edição da feira bombou, e parecia uma lata de sardinha. Foi em Novembro de 2013. Quase 200 pessoas se espremendo no salão. Como toda primeira feira, surgiram os imprevistos: mas onde colocar as cadeiras? E nossos sofás do salão? Pois a feira é feita no restaurante. E sim, TODOS os objetos de decoração, mesas, cadeiras, computadores, coisas das prateleiras…. tem que ser retiradas e depois recolocadas pela noite, para abrimos a casa para jantar. Quem conhece a Enoteca e sua decoração “delicadamente entulhada” sabe que não é pouca coisa. Pois bem, decidimos colocar no quintal da casa da Vanessa, minha primeira cozinheira na Enoteca. Ela morava na vila ao lado da Enoteca, portanto… era perfeito. Sim, era perfeito até começar a chover. E dá-lhe eu e Ramatis, debaixo de chuva, tentando cobrir os móveis com uma lona de plástico. Chegamos ensopados na feira, minha maquiagem borrada, cabelo desgrenhado. Mas fora isso, tudo correu bem. Corre a lenda que um amigo tentou fazer um strip no fim da noite, no meio do salão. Mas isso fica como história para quem estava lá – e nessa altura ainda estava relativamente sóbrio para lembrar. 

No ano seguinte, limitamos mais as vendas e a entrada dos “penetras”. Foi mais profissa, menos corrida, com muito mais conteúdo. Mais gente, mais vinhos, mais público. Mesmo assim, deixamos mais de 100 pessoas de fora, sem ingresso. 

Nós não cobramos nada dos importadores e nem dos produtores. Não, não é tentativa de beatificação, é bom senso mesmo, pois afinal, se formos lucrar com uma coisa ainda em formação, a chance dela não ir pra frente é muito maior. Pelo contrário, tentamos até ajudar para aqueles que precisam vir de fora, quando conseguimos. O dinheiro dos ingressos vai para gelo, pão, bancadas, as taças que damos para cada um, e todo a estrutura – por mais que mínima – que temos que fazer para o negócio dar certo. Só a idéia de ajudar a fomentar a cultura dos vinhos naturebas já é maior que qualquer dindin no caixa no fim do dia. 

Mesmo porquê, quanto mais vinhos mais gente falando sobre o assunto, mais mercado, mais importações….. e mais vinhos eu terei para beber por aqui no Braza…rsss… então pode-se dizer que é uma iniciativa até um tanto egoísta da nossa parte…hahaha

Também não ficamos com nenhuma porcentagem das vendas. Queremos que todos os produtores e importadores vendessem seus vinhos –  e sim, a idéia é que as pessoas comprem diretamente, justamente para o vinho ficar mais barato e mais perto do consumidor. No primeiro ano ainda vendemos alguma coisa pela Enoteca, para aqueles que não podiam vender diretamente. Mas estamos limando isso cada vez mais. Não faz sentido – a não ser em um caso extremo – promover uma feira de vinhos para aproximar o produto do consumidor… e agir como intermediário. 

Minha idéia foi sempre aproximar esses dois mundos, muitas vezes dominada só pelos “entendidos”, “bebedores profissionais”, “formadores de opinião” e imprensa. O produto muitas vezes só chega na mão do cliente depois de passar pela importadora, pela distribuidora e pelo restaurante. Mas o contato direto com o produtor ou com os pequenos importadores… ah, isso é impagável! 

Eu sinceramente não imaginava que a primeira edição fosse ser tão boa, logo assim, de primeira. Isso prova que as idéias tem que sair do papel mesmo quando se acha que elas não vão vingar. Elas vingam. Colocar quase 200 pessoas interessadíssimas em vinho natural, orgânico e bio juntas, perguntando com conhecimento de causa sobre os vinhos, até pra mim que sou entusiasta, foi algo meio impressionante. A segunda edição, mais organizada e com mais vinhos, foi ainda melhor. 

E esse ano… ahhh, esse ano está vindo natureba de peso. Produtores de vinho natural, orgânico e bio da Itália, Chile, Portugal, vindo de mala e cuia pra cá. Mas disso falo mais pra frente pois os nomes ainda são surpresa. 

Como disse, a idéia era fazer uma feira com cara de vinho natural. Descontraída, gostosa, sem maquiagem. Onde as pessoas pudessem ficar à vontade, sem frescura. Mas como já tem gente fazendo isso com muito mais propriedade lá fora e muita gente me pediu para listar algumas que eu achava imperdíveis, seguem aqui as FEIRAS – com letras maiúsculas – de vinho natural que se fazem por aí. Daí a coisa é séria. Recomendo todo mundo ir uma vez na vida. Algumas dessas feiras são divisores de águas – você entra meio tonto e sai entendendo tudo. 

Contei com a ajuda de amigos como o Lorenzo da Barranco Oscuro, a Mila Signorelli e outros, para a seleção. E quem tiver mais dicas, por favor, é só falar!! 

Salut!! 

RAW ( Londres ) 

http://www.rawfair.com


Vini Circus (Dingé, França) 

http://www.vinicircus.com/Exposants/Les-Exposants.html


A la Rencontre des Vins Naturels (Grenoble, França)

http://www.alarencontredesvinsnaturels.fr


La Dive Bouteille (França) 

http://diveb.blogspot.com.br


Villa Favorita (Itália) 

http://www.vinnatur.org/?lang=en


Renaissance des Appellations ( Depende do ano! )

http://renaissance-des-appellations.com


Vini Veri ( Itália ) 

http://www.viniveri.net


Salón de Vinos Naturales  ( Espanha, Madrid, Barcelona )

Asociación de Productores de Vinos Naturales 

https://vinosnaturales.wordpress.com


Chanchos Deslenguados ( Chile ) 

https://www.facebook.com/ChanchosDeslenguados


Rue 89 ( França )

http://blogs.rue89.nouvelobs.com/no-wine-innocent/vin-naturel


La Remise ( França, Arles )

http://laremise.fr


12/5/2015
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation