Vinhos

Os vinhos do Jura …

Se nunca provou, não se assuste. 

É a menor região vinícola da França, mas elabora algumas jóias. Entre as fronteiras da Alemanha, Alsacia, Borgonha e Suíça, saem de lá os famosos Vin de Paille ( uvas secam em esteiras de palha ou madeira ) e o Vin Jaune, feito com uvas Savagnin tardias e que se assemelha muito ao Jerez em sua elaboração e características. Além desses dois emblemas do Jura, vale a pena provar os tintos, rosés e brancos de uvas pouco conhecidas por nos como as Trousseau, Poulsard, Savagnin, Melon d’Arbois. 

A região vinícola do Jura possui as seguintes sub-regiões:

Arbois  (AOC)

Château-Chalon  (AOC)

Côtes du Jura  (AOC)

Crémant du Jura  (AOC)

L’Étoile  (AOC)

Existem evidências  históricas sobre a existência de vinhas na região desde o século X, mas acredita-se que o cultivo de uvas tenha começado bem antes, em meados do século III. Faz tempo. 

O Vin de Paille

É um vinho raro, feito a partir de castas como a Chardonnay, Savagnin e Poulsard. As uvas são submetidas a um processo de secagem em esteiras de palha – dai o nome – ou madeira. Assim elas ficam com uma maturação alta e grande concentradas em açúcar. As uvas são colhidas a mão e todo o processo é manual. Geralmente isso dita cerca de seis semanas, e a uva perde até 80 % de sua agua. Depois da fermentação dessas uvas, o vinho é envelhecido em barris de carvalho por mais cerca de dois anos. É um vinho de aroma e sabor único, com muitas castanhas, mel, nozes, flores e frutas secas, caramelo. 

O Vin Jaune 

É, parece redundante, mas a tradução literal é vinho amarelo. Ele passa por um processo muito semelhante ao Jerez, desenvolvendo flor em barricas de carvalho. Isso o torna um vinho bastante especial e característico. Na França, a flor se chama “voillle”,  ou seja, véu.  A grande diferença do Jerez é que o Vin Jaune não é um vinho fortificado ( não já adição de aguardente vínica ), mas sim, surge de uma colheita tardia da uva Savagnin. Como o véu de leveduras demora cerca de três anos para se formar completamente ( e aí sim o vinho passa a não ter mais contato com o oxigênio) ele fica durante esse tempo exposto, o que lhe dá leves características oxidativa, tão apreciadas pelos amantes desse estilo. Depois de cerca de seis anos, ele está pronto. Cor amarela forte, aromas oxidativos e biológicos, muito intenso e sedutor. Para animar qualquer degustação! 

Mac Vin du Jura

Uma curiosidade deliciosa dessa região. Um vinho que não é vinho. Sim! Na verdade o Mac Vin é mosto não fermentado, adicionado de aguardente vínica. Ou seja, suco de uva com álcool. Mas aqui eles fazem isso em grande estilo. Fora que é feito desde o século XIV,.

Pode ser produzido a partir de cinco variedades de uvas , todas elas permitidas pela região. Pode ser branco, rosé e tinto, dependendo uva. Poulsard, Trousseau e Pinot Noir, brancas Chardonnay ou Savagnin. A colheita também é tardia e o mosto é envelhecido em barricas de carvalho durante 12 meses sem fermentação. Depois disso adiciona-se  o Marc (espécie de aguardente) na medida de um litro para cada dois de mosto. A sacada é que pelo elevado nível alcoólico a fermentação não ocorre. Pois as leveduras morrem. Assim, ficamos com álcool e açúcar , pois esse  não vira “comida” para as leveduras que o transformariam em álcool. 

10/6/2014
Comente Compartilhe
×
Contact

Rua Professor Atilio Inocenti, 811,
Vila Nova Conceição, São Paulo

Telefone:
11. 3846-0384

WhatsApp:
11. 95085-0448

We recommend making reservations - Tables above 6 people only with previous menu reservation